Masterização: algumas dicas para você se situar

A Masterização é o último estágio de pós-produção de uma música produzida em contexto profissional. O objetivo dessa fase do processo é balancear e otimizar os elementos da música, e disponibilizá-la nos formatos de arquivo digital adequados para reprodução nas mais diversas plataformas (vinil, CD player, fones de ouvido, caixas de som, som de carros, etc), mantendo um padrão de qualidade.

Algumas das ferramentas mais comuns utilizadas nessa etapa são o Limiters, Compressores, Equalizadores e Stereo Enhancer. Apesar de ser um processo necessário para a finalização de um arquivo musical de áudio com qualidade, muitos músicos ainda têm dúvidas sobre a masterização. Por isso hoje vamos ajudar com algumas delas.

Qual a importância da masterização?

A Masterização é necessária para padronizar o arquivo de áudio de modo que ele possa ser reproduzido em vários formatos e dispositivos. É ela quem possibilita a qualidade de reprodução tanto em rádios como em aplicativos de streaming. Muita gente acha que como os CDs perderam popularidade, esse processo de padronização não é mais necessário e isso é um equivoco. Serviços como Spotify, iTunes e SoundCloud exigem o trabalho de Masterização para que as músicas tenham um padrão ao serem tocadas em cada uma delas. Isso, é claro, se o objetivo da produção é realizar um trabalho de qualidade profissional. É preciso lembrar ainda que muita gente baixa músicas em dispositivos móveis e PCs e a reprodução nesses periféricos (seja por caixas de som ou por fones) também exige o tratamento de pós-produção. 

Quais as ferramentas usadas na Masterização?

Não existe uma lista pré-definida. Quantidade e tipos de ferramentas dependem de uma série de fatores, desde o estilo musical até a qualidade da gravação, edição e mixagem. Depende ainda, é claro, do resultado final esperado. De qualquer forma, podemos citar Limiters, Compressores, Equalizadores, Stereo Enhancer como ferramentas comuns no processo de masterização atual.

A Masterização segue regras?

Pergunta difícil e pra gente não se enrolar, nossa resposta é: Sim e Não. A Masterização é um processo que pode ser considerado engessado, quase matemático, que segue alguns caminhos pré-definidos. Mas, ainda assim, há decisões artísticas tomadas durante a Masterização que dizem respeito a características da identidade do artista e do estilo que ele toca, exigindo sensibilidade do Engenheiro de Master. Ou seja, apesar do processo seguir alguns padrões comerciais de adequação aos diferentes formatos de reprodução, ele também tem suas especificidades e toques artísticos e subjetivos.

Existe apenas uma maneira de masterizar?

Não, cada profissional tem uma abordagem diferente na hora da Masterização. Por exemplo: há profissionais que masterizam de modo totalmente analógico enquanto outros preferem trabalhar apenas no digital. Há ainda engenheiros que masterizam de maneira híbrida (digital e analógico). Essa é uma questão muito pessoal e, por conta disso, é importante conhecer e entender essa etapa para entender cada maneira e avaliar qual mais se assemelha ao seu perfil, seja como artista, músico ou engenheiro.

A Masterização pode corrigir erros e falhas do áudio?

Depende muito do tipo de erro ou falha. Na Masterização é possível remover pequenos ruídos, cliques e assobios, além de trazer mais uniformidade para o som. Contudo, ela não faz mágica. Se uma nota foi tocada errada durante a gravação, por exemplo, não há como substituir ou corrigir nessa etapa do processo. O foco principal da Masterização é a padronização. Uma boa master é a cereja do bolo de uma produção musical, e para a cereja fazer diferença, o bolo tem que ter sido bem preparado desde os primeiros ingredientes.
Lembre-se: o segredo de uma boa máster é uma boa mixagem, o segredo de uma boa mixagem é uma boa gravação, o segredo de uma boa gravação é uma boa performance, tanto do músico quanto do engenheiro. Seja profissional e atento em cada fase do trabalho, não deixe nada para corrigir depois!

Se você realmente deseja uma produção musical com áudio de qualidade, que consiga ser reproduzida nos mais variados formatos sem apresentar discrepâncias, vai precisar da Masterização. Conhecer esse processo é importante para qualquer músico e recomendamos a todos da área entender e saber mais sobre o assunto.

Sobre Universidade do Áudio

Engenheiros de áudio, produtores musicais e músicos profissionais de prontidão gerando conteúdo de qualidade para você :)

Comentários (3)

  • brunaferreira@gmail.com'
    Fórmula de Mixagem

    Aqui é a Bruna Ferreira, eu gostei muito do seu artigo seu conteúdo vem me ajudando bastante, muito obrigada.

  • mariadasilvaa@gmail.com'
    Mixagem e Masterização

    Olá estou aqui para lhe indicar um poderoso site com centenas de dicas para você, descubra como fazer mixagem e masterização, com quem realmente entende do assunto de masterização de audio.

    Acesse: https://rccursosonline.com/formula-de-mixagem/

    (clique no link acima).

    Atenciosamente: Maria Da Silva

  • Comentários bloqueados.