Como usar plugins na hora de produzir música?

Plugins são recursos presentes no dia a dia de qualquer produtor musical e engenheiro de áudio. Por meio deles é possível emular sons de instrumentos musicais reais, processar sonoridades e até mesmo criar novos sons. São ferramentas fundamentais no fluxo de trabalho de produções musicais atualmente e, geralmente, são softwares que emulam ou se inspiram em equipamentos analógicos utilizados antigamente.
Contudo, o uso excessivo ou equivocado desses recursos pode comprometer o som final da produção. Para não se atrapalhar com plugins o ideal é entender das ferramentas disponíveis, saber usá-las como referência e saber o que se busca antes de aplicá-las.

Dicas de como usar plugins sem se atrapalhar

Para usar plugins adequadamente é importante, primeiramente, se aprofundar no assunto. É pela teoria que você entenderá como usá-los na prática com mais facilidade.

Temos uma edição da Apostila de Mixagem produzida pelo mentor Pedro Peixoto para você que quer saber mais do assunto! Além de passar por mixagem teórica a apostila tem também um guia de plug-ins comuns do mercado. Clique aqui para obter.
Além disso damos aqui algumas dicas que podem te ajudar a usar esse recurso:

• Conheça os tipos de plugins

Existe uma grande variedade de plugins que podem ser usados nas suas produções. Desde aqueles que reproduzem de forma fiel instrumentos musicais reais até os que produzem distorções com sonoridades muito diferentes, artificiais ou pouco usuais.
Conhecer os tipos existentes e as opções disponíveis, que vão se encaixar melhor nas suas produções, é fundamental para usá-los da maneira mais adequada.

• Não conte apenas com plugins

Um dos maiores erros ao usar plugins é confiar completamente e contar apenas com eles na hora da produção. As chances de se deparar com problemas no caminho e não conseguir chegar no resultado esperado são altas.
Imagine, por exemplo, que durante a gravação você percebeu que as guitarras não estavam soando da maneira que você e a banda queriam. Havia a oportunidade de parar a gravação e reajustar os detalhes e timbres com o guitarrista, mas você preferiu deixar para corrigir usando um plugin na hora da mixagem.
Na mix, você e o engenheiro não encontraram um plugin que fizesse a correção esperada e o resultado sonoro não foi satisfatório. Nesse caso seu trabalho e o da banda foram prejudicados e, nos piores casos, podem ser até completamente perdidos.
Portanto, saiba: plugins são ferramentas para melhorar uma produção, mas não fazem milagre em materiais mal gravados/produzidos.

• Não existe fórmula exata para usar plugins

A produção musical é uma forma de arte. Desde a gravação até a masterização, cada etapa é fundamental e única, assim como a própria música que está sendo produzida. Devido a esse processo, apesar de existirem plugins para padronizar sons (até mesmo os presets), não há uma fórmula exata para usar esses recursos.
Cada música vai exigir uma série de ajustes adequados a ela. Por exemplo, é muito comum usar um mesmo plugin de forma totalmente diferente em produções diferentes (ou até na mesma produção, quem sabe?).
Ou seja: saiba o que busca antes de abrir o plugin. Use-o como ferramenta para chegar ao resultado, e não como resultado pronto. É justamente esse tipo de cuidado que faz da produção musical um passo tão importante para cada música.

• Pratique e estude muito

Há produtores e engenheiros passam horas garimpando sites de plugins para tentar encontrar aquele único que não vai exigir esforço na hora da produção. Isso é, de certa forma, uma ilusão.
Usar plugins, assim como gravar e mixar, exige estudo e prática. O treinamento constante vai te permitir entender o que funciona e o que não funciona no seu estilo de produção.
Estude a fundo o conceito e usabilidade de cada recurso, teste ferramentas de diferentes formas, produza muito! Assim será possível desenvolver sua habilidade de utilização desses recursos de forma otimizada.
Plugins são excelentes alternativas para ter uma base de referência na hora de produzir músicas, bem como para tratar das sonoridades. Contudo, para usá-los adequadamente, é fundamental se especializar no assunto. Então, se tem interesse na área, não deixe de conferir os conteúdos oferecidos pela Universidade do Áudio.

Sobre Universidade do Áudio

Engenheiros de áudio, produtores musicais e músicos profissionais de prontidão gerando conteúdo de qualidade para você :)